Criando um Pendrive bootável de Linux Mint com Windows

17. outubro 2018 Technology 6
Criando um Pendrive bootável de Linux Mint com Windows

Muita gente tem vontade de usar o linux mas muitas vezes não sabem nem por onde começar.

E é exatamente por isso que resolvi escrever este post.

O princípio básico é criar um pendrive usando o Windows 10 que irá conter a imagem(.iso) da distro Linux Mint.

OK, mas o que é uma distro?

Distro é uma distribuição Linux, criada a partir do núcleo do Linux.
Existem muitos tipos de distros, mas como falei no post “Windows, Linux ou macOS?” a distro que mais gosto é a Linux Mint.

O que é  Linux Mint?

O Linux Mint é uma distro baseada no Ubuntu, ou seja, possui os mesmos respositórios de instalações do Ubunto, que facilita muito a vida das pessoas. (Não se afobe, rs, vou falar disso em outros posts.)

Mint é uma distro fácil de mexer, aprender e a interface dele é muito parecida com a do Windows.

Criação do pendrive bootavel

Chega delongas e vamos ao que interessa, não é mesmo?
Aqui vou explicar o passo a passo para a criação do pendrive bootavel, usando o programa LinuxLive USB Creator utilizando o windows.

  • Acesse o site do LinuxLive USB Creator, para baixar o programa.
  • Clique no botão Download e baixe o programa.
  • Vá até a pasta de Download e de duplo clique no ícone do programa.
  • Selecione a linguagem
  • Clique em Próximo
  • Selecione a pasta de destino da instalação e clique em Instalar
  •  Em seguida irá mostrar a tela de finalização e programa será iniciado.
  • Pronto agora já temos o programa para criar o pendrive.
  • Mas, antes precisamos da imagem do Linux, se não nada irá funcionar.
  • Para isso vamos até o site do Linux Mint e vamos clicar no menu Download.
  • Vamos ser redirecionados para a página de Download.
  • Na parte de Links, faça download da imagem. Eu gosto de utilizar a 
    Cinnamon 64-bit.
  • Espete seu pendrive em um entrada USB.
  • E, após o download da imagem do Linux Mint, abra novamente o programa Linux Live USB Creator.
  • No passo 1 do programa, escolha o seu pendrive.
  • No passo 2 clique em ISO/IMG/ZIP, irá abrir as pastas do windows para você informar onde estará o arquivo.
  • Espere até o farol do passo 2 ficar verde.
  • No passo 3, escolha o Modo Livre (pode escolher outras opções também).
  • No passo 4, escolha as opções de como o arquivo será salvo no seu pendrive, no meu caso eu escolhi “Esconda arquivos criados no pendrive” e “Possibilita o lançamento do LinuxLive dentro do Windows”
  • Clique no ícone de Raio!
  • Aguarde…..
  • O programa irá mostrar diversas mensagens, mas irá mostrar quando o pendrive estiver pronto. No meu caso ele também mostrou uma mensagem informando que o Linux Mint não era uma distribuição que ele esta acostumado a criar pendrive, porém fique tranquilo(a), mesmo assim deu certo.
  • Pronto! Seja feliz, você tem seu primeiro pendrive bootavel com linux!

Foi fácil não é mesmo? Conseguiu fazer?
Agora é só espetar e instalar, mas se quiser aguardar os próximos passos também vou ensinar.

Não esqueça de curtir e deixar comentários.

Referências:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Distribui%C3%A7%C3%A3o_Linux
https://pt.wikipedia.org/wiki/Linux_Mint
https://www.linuxmint.com/download.php
https://www.linuxliveusb.com/


6 thoughts on “Criando um Pendrive bootável de Linux Mint com Windows”

  • 1
    Allyson Souza on 18 de outubro de 2018 Responder

    Muito bom artigo Su! Estou só no Windows, mas se fosse utilizar uma distribuição Linux, Mint seria um forte candidato. Uma dúvida, já fiz com Ubuntu, como fazer um pen drive com Mint com persistência de dados, esse método já fica persistente? E quanto a performance, sabe se tem muita diferença rodar em entrada USB 2.0 e 3.0?

    • 2
      Su Specie on 18 de outubro de 2018 Responder

      Obrigada Allyson! Fico feliz que vc gostou! Sobre a persistência de dados, acredita que nunca pensei em criar um assim? Vou tentar fazer e te falo, e também posto aqui, seria bem interessante se der certo, assim não precisava ficar instalando tudo toda a vez ne?
      Olha, eu não observei diferença nenhuma de instalação na USB 2.0 e 3.0, no meu caso o meu notebook tem uma USB 2.0 e meu pc Desktop tem uma USB 3.0, nos dois casos não consegui observar nenhuma diferença de performance durante a instalação, mas assim, em média acho bem rapido a instalar, demorei 25 minutos para fazer a instalação completa, até a reinicialização.
      E para criar o pendrive bootavel demorei uns 10 minutos.
      Não achei muito demorado.

  • 3
    Iron on 26 de setembro de 2019 Responder

    Muito obrigado minha querida! O win7 vai ser descontinuado e eu estava morrendo de saudade de uma distro linux nos pcs aqui de casa… dessa vez o meu netbook ressucita!

    Gostei da camiseta…

    May the force be with you girl!

    • 4
      Su Specie on 29 de setembro de 2019 Responder

      Hey Iron! Fico muito feliz com o seu comentário! Espero que vc goste do Mint, foi o que eu mais gostei até hoje.

      hahaha May the force be with you!!!

  • 5
    Renan Otavio Rozante Ficho on 26 de abril de 2020 Responder

    Poderia me ajudar? Eu fiz o procedimento mas usando virtualize this key, ele abre a janela e fecha, clicando no outro, dá o erro “Not in a hypervisor partition (HVP=0) (VERR_NEM_NOT_AVAILABLE).”

    • 6
      Su Specie on 23 de maio de 2020 Responder

      Oie Renan! Desculpa a demora…
      Eu nunca utilizei o virtualize this key, talvez esteja com problema.
      Vc conseguiu? Ou ainda esta com problema?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *